Visão Geral

  • Sustentabilidade

Para a Blau, sustentabilidade é o caminho capaz de tornar o seu crescimento saudável e ainda mais eficiente. Por meio dela, a companhia se conecta com os seus principais stakeholders – colaboradores, comunidade local e a sociedade em geral, governo, imprensa e investidores -, transmitindo, por meio dos compromissos assumidos, o seu propósito e a sua marca.

Para guiar esses compromissos, a companhia definiu a matriz de materialidade abaixo, que traz as questões mais relevantes para a gestão responsável da Blau e, consequentemente, para a comunicação com partes interessadas. 

 

TEMAS MATERIAIS PARA A BLAU FARMACÊUTICA
Econômica | Governança Ambiental Social Geral
Desempenho econômico Ecoeficiência Gestão de pessoas Inovação e sustentabilidade
Governança corporativa Biodiversidade Comunidade local Expansão e novos negócios
Gestão de riscos Emissões Saúde e segurança
Ética e integridade Licenciamento ambiental
Tributos
Gestão de fornecedores

 

Para acessar o Relatório de Sustentabilidade 2020-2021, clique aqui

 

  • Ambiental

A Blau monitora e gerencia continuamente os processos e impactos ambientais decorrentes das suas atividades, buscando promover uma gestão mais ecoeficiente e responsável dos resíduos, dos recursos energéticos e da água. 

Atualmente, há aproximadamente 40 licenças ambientais para a operação das unidades fabris, sendo que algumas delas apresentam exigências técnicas como condicionantes para sua validade. Em todos os casos, a Companhia tem atendido plenamente aos requisitos dos órgãos ambientais competentes. Em 2020, não foram registradas multas e sanções não monetárias relacionadas a leis e regulamentos ambientais.

 

  • Social

Com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento sustentável da sociedade e ampliar o impacto social gerado pelos medicamentos que produz, a Blau investe em projetos que promovam bem-estar e qualidade de vida.

A Companhia seleciona projetos alinhados com seus valores institucionais e sua missão, que cumpram requisitos de compliance, gerem resultados duradouros, engajem o público interno e, sempre que possível, beneficiem as comunidades do entorno das suas operações, oferecendo educação, cultura e assistência social.

 

  • Projetos que acreditamos e apoiamos
Categoria “Saúde”
  • Complexo Pequeno Príncipe | Projeto “Para mais 100 anos” – Complexo hospitalar pediátrico formado pelo Hospital Pequeno Príncipe e pelo Hospital de Crianças Dr. César Pernetta. É uma organização não governamental mantida pela Associação Hospitalar de Proteção à Infância Dr. Raul Carneiro, entidade sem fins lucrativos fundada por um grupo de voluntários, que viabiliza serviços de saúde, ensino e pesquisa. A Blau é parceira da Associação há anos, por meio do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Curitiba. O apoio é direcionado à renovação da estrutura predial do Hospital Pequeno Príncipe, que contribuirá para melhorar a qualidade do atendimento.

 

  • Hospital do Amor | Projeto “Amparo ao Idoso” – Centro de referência nacional no tratamento de câncer, com 100% de pacientes da rede pública (SUS). O hospital, que reúne uma equipe de 260 médicos e mais de 3 mil funcionários, descobre mais de 11 mil novos casos de câncer por ano, realizando mais de 4.100 atendimentos por dia, 1.350 cirurgias por mês e mais de 200 mil exames de prevenção. Conta com 13 alojamentos em Barretos, 11 para adultos e 2 especiais para crianças, com capacidade total para 650 pessoas. Viabilizado pela Lei do Idoso, o apoio da Blau visa custear as operações regulares do hospital – principalmente compra de medicamentos e folha de pagamento – uma vez que o financiamento do Sistema Único de Saúde (SUS) não cobre os gastos para o atendimento, na totalidade, da população carente.

 

  • Lar Francisco Cândido Xavier – Localizada em Caucaia do Alto, a entidade não-governamental, sem fins lucrativos, objetiva desenvolver projetos de resgate da dignidade do cidadão idoso, possibilitando a essas pessoas um convívio familiar, livre, com características inerentes a um verdadeiro lar, promovendo, inclusive, a integração dos idosos com a comunidade.
Categoria “Inclusão”
  • APAE Cotia | Programa de Estimulação Precoce e Habilitação (PEP) – A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Cotia é uma instituição filantrópica sem fins lucrativos que desde sua fundação em 1989 vem lutando para que as pessoas com deficiência possam ter um espaço digno na sociedade. O apoio da Blau foi aprovado pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente e tem como foco crianças de 0 a 6 anos que possuem diagnóstico de deficiência intelectual e/ou atraso no desenvolvimento neuropsicomotor, favorecendo seu desenvolvimento global, autonomia e independência, por meio de suas potencialidades e habilidades.
Categoria “Cultura”
  • Artemisa – Por meio de sessões fotográficas com mulheres que lutam contra o câncer de mama, o projeto propõe um olhar acolhedor e artístico sobre o corpo feminino. Durante a sessão fotográfica, as mulheres escrevem uma mensagem sobre o que desejam transmitir por meio desse. O objetivo é motivar o autocuidado para a prevenção e o rastreamento do câncer de mama.

 

  • Complexo Pequeno Príncipe | “Vamos fazer juntos?” e “Pequena Abelha” – Nesse complexo hospitalar pediátrico, enquanto a hospitalização se configura como um momento de tratamento e cuidados intensivos com a saúde, há o desafio de tornar a circulação de crianças acolhedora e humanizada. Nesse contexto, são desenvolvidos projetos de democratização da arte e cultura. Viabilizado por meio da Lei de Incentivo à Cultura, o patrocínio da Blau é destinado ao projeto “Vamos fazer juntos?”, que estimula a troca afetiva a partir de atividades artísticas e a produção de um livro para distribuição gratuita, e ao projeto “A Pequena Abelha e a Árvore Alta”, que promove a formação teatral para crianças, além de atividades lúdicas e educativas.

 

  • Doutores da Alegria – Organização da sociedade civil, sem fins lucrativos, que introduziu a arte do palhaço no universo da saúde, com foco em crianças, adolescentes e outros públicos em situação de vulnerabilidade e risco social em hospitais públicos. Fundada por Wellington Nogueira em 1991, já realizou mais de um milhão e meio de visitas a crianças hospitalizadas, seus acompanhantes e profissionais de saúde e, em 2016, reposicionou-se a partir de uma nova governança e uma nova tarefa institucional, propondo a arte como uma das necessidades básicas para o desenvolvimento digno do ser humano.

 

  • Rock+Humor – Projeto incentivado pela Lei da Cultura que promove a apresentação de um espetáculo que une teatro, humor e música, enfatizando a cultura local nas cidades por onde passa.

 

  • Tetear Tech – Projeto que leva arte e tecnologia a crianças e adolescentes de 5 a 17 anos, por meio de cursos gratuitos. As aulas propõem vivências de processos criativos e experiências estéticas que promovem o contato dos estudantes com as linguagens artísticas e também com alguns avanços do mundo digital, da inteligência artificial, instigando reflexões sobre as transformações no campo da comunicação e do acesso à informação.
Categoria “Esporte”
  • Projeto Racing – O projeto visa gerar oportunidades para pilotos promissores que buscam espaço no cenário nacional, participando da principal competição de Automobilismo Nacional que é o Campeonato Brasileiro de Stock Car.